Banner Teknisa

5 comidas que achamos que são estrangeiras, mas foram criadas no Brasil

Banner Rancho do Pescador
Banner Cursos de Confeitaria Online

Sabe o famoso “parece, mas não é”? É justamente o caso de muitas comidas que levam o nome de alguns países do mundo, mas na verdade têm origem no Brasil. Confira a seguir algumas delas!

Banner Espaçamento

Criações brasileiras


1 – Pão Francês
5 comidas que achamos que são estrangeiras, mas foram criadas no Brasil
Pão Francês – Crédito: iStock

Se é pão francês, quer dizer que veio da França, certo? Errado! Quem pede um pão francês por lá provavelmente não vai ser bem entendido. Isso porque o pão francês, na verdade, surgiu no Brasil no século 20 e recebeu esse nome por causa da influência dos europeus que traziam as baguetes francesas para os padeiros brasileiros tentarem reproduzir – a partir dessas tentativas, nasceu nossa versão do alimento mais presente nos lares.

Leia mais: A cozinha francesa e suas técnicas mundialmente difundidas


2 – Arroz à Grega
5 comidas que achamos que são estrangeiras, mas foram criadas no Brasil
Arroz à Grega – Crédito: Adobe Stock

O queridinho das ceias de Natal e acompanhamento curinga para qualquer prato é mais brasileiro do que tudo. Não se sabe exatamente a origem do nome, mas é indiscutível que o arroz à grega nunca existiu na Grécia.


3 – Torta Holandesa
5 comidas que achamos que são estrangeiras, mas foram criadas no Brasil
Torta Holandesa – Crédito: iStock

A deliciosa torta holandesa que leva biscoito de maisena e chocolate é originária de Campinas, e não da Holanda, como sugere o nome. A receita brasileira foi uma invenção de Silvia Leite, no ano de 1991. À época, ela era proprietária de um café e deu o nome estrangeiro à torta, em homenagem aos momentos que viveu na Europa. Na versão original, a torta holandesa é composta por mais ingredientes.

Leia mais: 10 comidas típicas de Campinas


4 – Palha Italiana
5 comidas que achamos que são estrangeiras, mas foram criadas no Brasil
Palha Italiana – Crédito: Adobe Stock

O famoso doce, feito com brigadeiro e pedaços de biscoito, é uma invenção que surgiu no Sul do Brasil. Na Itália, não existe palha italiana – o que tem é um doce parecido, o “salaminho de chocolate”, feito com biscoitos, chocolate e vinho tinto. Mas o jeito que vemos no Brasil é único.


5 – Paleta Mexicana Recheada
5 comidas que achamos que são estrangeiras, mas foram criadas no Brasil
Paleta Mexicana Recheada – Crédito: iStock

Picolé de morango com recheio de leite condensado? Nem pensar! No México até existem as paletas, mas não da forma que vemos por aqui. Por lá, os picolés são feitos apenas com frutas, sem nenhum tipo de creme, recheio ou combinação, são bastante populares e até vendidos em carrinhos de rua. Já no Brasil o grande sucesso foram as paletas recheadas – uma invenção brazuca que caiu nas graças dos brasileiros.

Leia mais: Gastronomia do México


Comidas adaptadas no Brasil

Algumas comidas realmente têm origem internacional, mas, quando chegaram ao Brasil, foram adaptadas pelo querido “jeitinho brasileiro”. É o caso do quibe, que ganhou recheios de queijo e requeijão cremoso, quando na sua versão original é apenas carne, trigo, cebola, manteiga, pignoli e tempero sírio, e também da pasta de amendoim, que é tradicional nos Estados Unidos, usada geralmente em doces, biscoitos e até mesmo como um acompanhante para o pão. Já no Brasil ela passou a ser incluída em torradas, tapiocas, frutas e até em recheios de bolo (tem algo mais Brasil que isso?).

Além destes, há vários pratos que foram incrementados, com sabores que passam muito longe do original, como a pizza italiana com borda recheada, o estrogonofe russo feito com frango, e não exclusivamente carne, o sushi japonês que recebeu sua versão frita e muito mais!

 

Foto Destaque: Banco de imagens/iStock
Foto Destaque – Legenda:
Torta Holandesa

Sabor à Vida

Portal do Estado de São Paulo com tudo sobre Gastronomia: Notícias, TV, Cozinhas, Bebidas, Técnicas, Artigos, Guia Gastronômico, Receitas, Classificados e muito mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + quinze =