Banner Teknisa

Vegetarianismo e massa muscular: saiba quais são os alimentos ricos em proteína vegetal

Banner WhatsApp e Telegram
Banner Rancho do Pescador
Banner Curso Beca Milano

É natural que a expectativa de vida aumente com o passar dos anos; afinal, o ser humano está constantemente na busca por uma melhor qualidade de vida. Consequentemente, a preocupação com a saúde e o bem-estar leva à adoção de hábitos mais saudáveis, como a prática de exercícios físicos e, principalmente, uma alimentação balanceada.

Para aproximadamente 30 milhões de brasileiros, o vegetarianismo é uma das práticas que contribuem com a saúde. Mas ainda existem aqueles que receiam não conseguir se adequar por não saber como substituir a proteína animal, ou por acreditar não ser possível conciliar o ganho de massa muscular com uma dieta sem carne.

Nossos músculos e ossos são compostos principalmente pelas proteínas, que também são responsáveis pela formação de anticorpos e enzimas, ou seja, elas são essenciais para o bom funcionamento do corpo. Vegetarianos conseguem manter um bom nível deste nutriente através das diversas opções de proteínas vegetais que existem.

Confira abaixo dez alimentos ricos em proteína vegetal a cada 100 gramas:

  • Semente de abóbora – 29,8g;
  • Seitan – 19,6g;
  • Amêndoas – 18,6g;
  • Aveia – 13,9g;
  • Soja – 12,5g;
  • Quinoa – 12g;
  • Trigo Sarraceno – 11g;
  • Grão-de-bico – 8,86g;
  • Lentilha – 9,1g;
  • Tofu – 8,5g.

Estes alimentos são extremamente versáteis e podem ser facilmente incluídos na rotina alimentar. As sementes de abóbora, a aveia e a quinoa, por exemplo, podem ser polvilhadas sobre as refeições e ingeridas diariamente. Já as leguminosas como o grão-de-bico, as lentilhas e o tofu, que vêm da soja, podem ser usados para o preparo de receitas fit e na criação de pratos mais elaborados e deliciosos.

Já o seitan não é tão popular para quem decidiu parar de comer carne recentemente, mas, para veganos e vegetarianos de longa data, ele é conhecidíssimo. O seitan pode ser comprado pronto ou obtido através da lavagem da farinha de trigo, porque ele é a proteína pura do glúten. Quem tem intolerância ao glúten deve passar longe da carne de seitan, mas, para quem não tem, ele é uma poderosa fonte de proteína vegetal.

Uma última dica bastante recomendada pelos nutricionistas está na ingestão de alimentos de diferentes categorias, que, em conjunto, agem em benefício do organismo. Um exemplo disso são as leguminosas e os cereais que fazem parte dos 20 tipos de aminoácidos, que, quando combinados, além de garantir uma refeição mais balanceada, também são capazes de formar novas proteínas no corpo.

 

Foto Destaque: Banco de imagens/iStock

Banner Cursos de Confeitaria Online

Sabor à Vida

Portal do Estado de São Paulo com tudo sobre Gastronomia: Notícias, TV, Cozinhas, Bebidas, Técnicas, Artigos, Guia Gastronômico, Receitas, Classificados e muito mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − dois =