Banner Teknisa

Gás caro: como restaurantes podem economizar

Banner Rancho do Pescador
Banner Cursos de Confeitaria Online

A disparada de preços tem atingido de forma drástica o principal item usado pelas famílias e restaurantes para a preparação dos alimentos: o gás de cozinha.

Desde o início do ano, o preço do gás de cozinha subiu quase 30%, de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP). O botijão, que custava cerca de R$ 75 em 2020, agora chegou ao patamar de R$ 135 em algumas cidades. Para garantir mais economia no seu negócio, mas sem perder a qualidade da produção, confira as principais dicas.

Banner Espaçamento

Dicas de como economizar


Avalie o custo-benefício

Mesmo com o aumento no preço do GLP (Gás Liquefeito do Petróleo), ele continua sendo a melhor opção para restaurantes visando o custo-benefício. Isso porque, em comparação com o gás natural, o GLP tem maior poder calorífico, ou seja, é possível cozinhar bem mais usando menos o recurso. A dica para economizar é comprá-lo em tanques a granel (armazenado em cilindros). Nesse modo de fornecimento, é possível adquirir gás na quantidade que necessita para uso, evitando custos maiores que a necessidade.


Negocie o preço

Verifique com o revendedor de gás a possibilidade de manter os preços fixos por um determinado período de tempo. Veja também se é possível buscar o gás no depósito para não pagar a entrega, o que pode deixar o produto mais barato. Outra opção é pesquisar e comprar de quem estiver vendendo mais barato no dia.


De olho no fogo

As chamas devem ser sempre de coloração azul – caso estejam na cor laranja ou amarelada, é muito provável que haja acúmulo de sujeira ou resíduos nos bocais do eletrodoméstico, e isso aumenta o consumo de gás. Por isso, mantenha o fogão sempre limpo.


Faça uma manutenção preventiva

Além da limpeza frequente, é importante também investir em manutenções periódicas. Dessa maneira, será possível identificar e prevenir problemas como entupimento das trempes e grandes vazamentos na mangueira do gás.


Atenção ao tamanho das panelas

Usar panelas grandes em bocais pequenos leva mais tempo para atingir a temperatura necessária e, consequentemente, acaba gastando mais gás. Do mesmo modo, panelas pequenas em bocais grandes podem aquecer mais rápido, mas também causam desperdício, pois a chama que “sobra” não seria necessária para o aquecimento, desperdiçando gás.


Priorize a pressão

Cozinhar em panela de pressão é a maneira mais eficiente para o preparo econômico dos alimentos. Com a pressão, a temperatura chega a 120ºC, com isso, acelera o cozimento e acaba reduzindo o consumo.

 

Procurando por serviço de desentupimento em SP? Conheça a Desentupidora no Bairro!

 

Foto Destaque: Banco de imagens/iStock

Sabor à Vida

Portal do Estado de São Paulo com tudo sobre Gastronomia: Notícias, TV, Cozinhas, Bebidas, Técnicas, Artigos, Guia Gastronômico, Receitas, Classificados e muito mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 4 =