» Início » Destaques » Férias: o que levar para o lanche das crianças?

Férias: o que levar para o lanche das crianças?

por | jul 2, 2024 | Destaques, Notícias

Receba o conteúdo do Sabor à Vida!

As férias chegaram e o cuidado com a alimentação das crianças não pode sair de cena. As opções de lanches mais naturais, com menos açúcar e gorduras saturadas, devem estar sempre entre as escolhas dos pais e responsáveis. Mas, como escolher e preparar algo que seja saudável, saboroso e prático quando estamos fora de casa?

A professora do curso de Nutrição do Centro Universitário IBMR Iara Elizabeth Abi-Zaid diz que o primeiro passo para planejar os lanches é considerar os costumes alimentares e as condições climáticas do local para onde a família vai, seja para o campo, para a praia ou para locais onde tem neve. O IBMR integra o Ecossistema Ânima de Ensino no Rio de Janeiro.

Em todos os destinos, afirma a nutricionista, beber água é fundamental. A nutricionista diz que é importante evitar alimentos dos quais não se conhece a procedência, assim como, aqueles com muito açúcar e gorduras saturadas. Dica esta que vale tanto para adultos quanto para crianças. Lembrando que nas refeições principais é importante manter o equilíbrio da dieta com vegetais, carnes magras e carboidrato.

As dicas de lanches são simples e foram divididas em três categorias:

Férias na praia

Férias

  • Evite alimentos caseiros, vendidos livremente e sem fiscalização, dos quais você não conhece a procedência. Faça você mesmo os sanduíches naturais antes de sair de casa ou do hotel para não estragarem: pão de forma, frango desfiado ou outra proteína animal, cenoura ralada. Embrulhe e leve em uma lancheira térmica.
  • O ideal é levar frutas que são práticas e saborosas: banana, maçã, pera, uva, goiaba, manga, ou alguma fruta da safra. Leve tudo já higienizado em potes. Se estiver em um hotel, passe em um supermercado, no dia anterior, e faça uma pequena compra destes itens, guardando no frigobar durante a estadia.
  • Biscoito, pode! Mas, sem recheio. “Pois tem muita gordura saturada o que pode aumentar o colesterol ao longo prazo”, alerta a professora do IBMR. Biscoitos de polvilho ou integrais são boas opções.
  • Suco também pode ser feito em casa e congelado em uma garrafa higienizada, deixando de 2 a 3 dedos da tampa. Afinal, os líquidos aumentam de volume após o congelamento e podem romper a garrafa. Congelar a água ou o suco faz com que eles se mantenham frios ao longo do dia. “Mas, caso faça opção pelo suco industrializado, lembre-se: suco é, por definição, a fruta batida. Então, leia o rótulo e veja se tem somente fruta ali. Muitos têm corantes e outras substâncias químicas e o mínimo do suco real da fruta. Fuja destas opções”, avisa.
  • Água mineral e água de coco, sempre! Nas praias ou clubes, tenha atenção maior para a hidratação, pois as crianças ficam mais expostas ao sol.

Lazer no campo

Férias

  • Aqui, as dicas de alimentação para as crianças são semelhantes às dicas para as férias nas praias. Nos hotéis e pousadas no campo, o acesso às frutas é maior e, muitas vezes, elas são fornecidas pelos hotéis ou estão disponíveis em pomares nas áreas comuns. No entanto, caso contrário, leve frutas de casa. Alternativamente, antes de chegar ao local distante, passe em um centro comercial próximo e garanta uma pequena compra deste item.
  • A nutricionista inclui como opção de proteína para os lanches, levar ovos cozidos em ponto de “gema firme”. “Para as viagens em praias, não é recomendado devido ao calor excessivo, que pode estragá-los. No campo costuma ser mais fresco”, compara. O ponto de gema firme é atingido após 10 ou 12 minutos de cozimento e podem ficar armazenados na geladeira por até dois dias. “Quando tirar da geladeira, transporte-os em bolsa térmica. Durante o passeio é só descascar e comer. O ovo é uma das melhores fontes de proteínas”, defende Iara.

Férias na neve

  • Aqui também vale a dica de passar em um supermercado local logo que chegar à cidade, para fazer uma pequena compra de itens saudáveis, como as frutas e sucos verdadeiros que sejam 100% fruta. Inclusive aí os preços são muito mais baratos do que nos hotéis.
  • Estes locais possuem culturas alimentares quase sempre muito diferentes dos brasileiros. Mas, caso a viagem seja para algum país da América Latina, há opções de lanches assados como as empanadas. “É assada e tem proteína no recheio”, lembra Iara. Ou as chipas (semelhantes aos pães de queijo mineiros).
  • Mesmo com o frio, ofereça água para as crianças constantemente e em pequenas quantidades.
  • Prepare lanches para os passeios com legumes cozidos, como batata picada, ou um caldo de legumes. Se tiver acesso à cozinha na hospedagem, isso facilita ainda mais.
  • Diversos países frios oferecem opções de castanhas que você pode transportar e consumir facilmente durante os passeios.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pacotes de Viagens