Banner Teknisa

Os produtos eróticos mais vendidos durante a pandemia

Banner Rancho do Pescador
Banner Cursos de Confeitaria Online

Ainda que o comércio tenha sofrido com a pandemia, o setor de produtos eróticos passou por um grande crescimento. Segundo informações do jornal Estado de Minas, o ramo em questão registrou um crescimento de 4,12%. Caso a alta pareça pequena, considere que essa porcentagem reflete apenas os meses de março e maio de 2020.

Dados compilados pelo site Mercado Erótico revelam que os maiores compradores estão em São Paulo e Minas Gerais. Com essas informações, há quem fique curioso para saber quais são os produtos de sex shop mais vendidos e é exatamente sobre isso que vamos falar nas próximas linhas. Confira!

Banner Espaçamento

Entenda o crescimento na venda de produtos eróticos durante a pandemia

De acordo com Beatriz Viana Borges, fundadora de uma boutique erótica em Belo Horizonte, um dos principais motivos para o crescimento nas vendas de produtos eróticos está associado à necessidade de aliviar o estresse gerado pelo isolamento social.

Para ela, a quantidade de hormônios liberada durante a atividade sexual é um tranquilizante natural e, assim, justifica o aumento nas vendas de artigos como vibradores femininos e masturbadores masculinos.

Também segundo a pesquisa do Mercado Erótico apresentada pelo Estados de Minas, é possível destacar que as mulheres foram as maiores consumidoras dos sex shops durante a pandemia. Mas não foram só as mulheres que realizaram compras, os homens foram responsáveis por um aumento de 30% nas vendas.


Pessoas casadas foram as maiores consumidoras de produtos eróticos durante
o período de isolamento social

Outro dado interessante contido na reportagem do Estado de Minas está ligado aos grupos dos maiores consumidores de produtos de sex shop durante a pandemia: os casados.  Para ter uma noção, o crescimento das compras de produtos de sex shop entre os casais foi de 27,8%. O número em questão representa o dobro da porcentagem atribuída às pessoas solteiras, categoria na qual o crescimento foi de 13,9%.

Por fim, mais um dado interessante a ser abordado é a faixa etária dos principais consumidores de produtos eróticos durante a pandemia. Nesse sentido, a pesquisa revelou que pessoas com idades entre 25 e 34 anos representam 51,4% dos clientes de sex shops.


Quais foram os produtos eróticos mais vendidos durante a pandemia?


Cintas penianas

Primeiramente, é válido pontuar que as cintas penianas também são conhecidas popularmente como strap-on. Normalmente elas são associadas ao sexo lésbico, mas também podem ser utilizadas por casais heterossexuais que desejam vivenciar novas experiências.

Devido à possibilidade de regulagem, elas se adequam ao corpo de qualquer pessoa. Além disso, existem várias possibilidades de tamanhos diferentes para os pintos de borracha, o que faz com que esses produtos eróticos se adequem ao gosto de qualquer consumidor.


Pintos de borracha

Devido ao fato de que os pintos de borracha fazem parte das cintas penianas, é interessante abordá-los juntos. Afinal, caso você adquira um, estará automaticamente comprando o outro.

Primeiramente, é interessante pontuar que, ao contrário do que o nome sugere, esse tipo de consolo não é feito somente de borracha. Existem outras opções de materiais que podem ampliar o seu prazer. Além disso, também existem várias texturas diferentes, bem como curvaturas que se adequam aos mais diversos tipos de corpo.

Em decorrência dessas texturas, eles também podem ser uma alternativa interessante às capas penianas, que também possuem essa característica.


Pênis duplos

Esse produto serve para atender a um nicho específico de pessoas: aquelas que procuram por consolos capazes de possibilitar a dupla penetração. O acessório em questão pode ser utilizado tanto durante os momentos a dois quanto nos solitários e podem ser realistas ou não.

É importante, entretanto, fazer uma diferenciação. Um pênis duplo não é a mesma coisa que um vibrador duplo. Enquanto o segundo pode ser usado por duas pessoas ao mesmo tempo por ser mais alongado, o pênis duplo somente pode ser usado por uma pessoa. Portanto, é primordial estar atento a essa característica para não acabar comprando o item errado acidentalmente.


Vibradores anais

Embora ainda seja incomum para algumas pessoas associar os vibradores ao sexo anal, existe um nicho do mercado de produtos eróticos voltado especificamente para isso. Afinal, esse tipo de vibrador possui especificidades anatômicas diferentes daqueles usados para a penetração vaginal.

Nesse sentido, é possível destacar que um vibrador anal costuma ser menor e é voltado exclusivamente para a penetração, não possibilitando estimulação clitoriana. Além disso, esse produto pode ser usado tanto por homens quanto por mulheres interessados em sexo anal.

Também é interessante destacar que os vibradores anais podem ser separados em duas categorias: os massageadores e os estimuladores, recomendados para diferentes tipos de pessoas.

Assim, se você é alguém que já tem experiência com o sexo anal o mais recomendado é que faça uso de um estimulador. Entretanto, caso você ainda esteja passando pelas suas primeiras experiências com a prática, o mais recomendado seria um massageador, visto que ele, como sugere o nome, apenas massageia a região do ânus – de forma similar ao que faz um plug anal.


Acessórios de sex shop mais vendidos durante a pandemia

Além dos itens citados entre os produtos eróticos mais vendidos durante a pandemia, é possível destacar alguns acessórios que fizeram sucesso. Embora não sejam exatamente usados para a penetração ou para a estimulação, eles se destacaram bastante por possibilitar a realização de diversas fantasias.

Dessa forma, é possível citar itens como algemas, vendas, chicotes e até mesmo cintos de castidade. Após o sucesso da trilogia 50 Tons de Cinza, o mercado sado (voltado para os praticantes de sadomasoquismo) acabou passando por um crescimento e despertou a curiosidade de muitas pessoas, de forma que itens voltados para esse nicho também têm feito sucesso.

Ainda falando sobre os acessórios mais vendidos durante a pandemia, é possível destacar as calcinhas comestíveis. Feitas a partir de substâncias que podem ser ingeridas sem prejuízos à saúde, essas calcinhas são uma excelente forma de apimentar a relação por incentivar o uso da imaginação, além de fomentar a associação que já existe entre sexo e comida.

Também se mostra válido destacar os dados eróticos como alguns dos produtos eróticos mais vendidos nesse período. Com faces destacando várias posições sexuais diferentes, eles funcionam da mesma forma que os clássicos jogos de tabuleiro. Ou seja, cada um joga o dado e ele cai em uma posição sexual ou mesmo na sugestão de uma preliminar, incentivando a imaginação.

Por último, é importante destacar que esses não foram os únicos artigos de sex shop a ter vendas expressivas durante a pandemia. Lubrificantes, géis para estimulação e outros itens também foram um sucesso e intensificaram as fantasias de casados e solteiros brasileiros.

 

Foto Destaque: Banco de imagens

Sabor à Vida

Portal do Estado de São Paulo com tudo sobre Gastronomia: Notícias, TV, Cozinhas, Bebidas, Técnicas, Artigos, Guia Gastronômico, Receitas, Classificados e muito mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − nove =