Banner Teknisa

Gin: confira mitos e verdades dessa bebida

Banner Rancho do Pescador
Banner Cursos de Confeitaria Online

Apesar de ser uma das bebidas mais antigas já criadas, nos últimos tempos o gin tem conquistado cada vez mais o paladar de novos consumidores. Um dos motivos certamente é a sua versatilidade, pois a bebida destilada à base de cereais pode ser consumida pura ou nas mais variadas receitas de coquetéis.

Se você também é um grande admirador do gin e de todas as suas possibilidades, que tal estreitar um pouco mais esse relacionamento? Confira a seguir algumas curiosidades sobre a bebida, incluindo um pouco sobre a sua história e também algumas informações inusitadas, que com certeza vão render um bom papo no próximo happy hour. Vamos lá?!

Banner Espaçamento

O gin foi criado originalmente para ser um medicamento

Segundo registros históricos, o gin foi desenvolvido originalmente na Holanda por um médico! No século XVII (1650), Francisco de la Boie, também conhecido como Sylvius, estava a procura de um remédio eficaz para solucionar problemas renais.

Foi aí que o doutor adicionou zimbro, uma plantinha medicinal muito comum na Europa, ao álcool de cereais e, nesse momento, mesmo sem saber, deu origem ao que mais tarde se tornaria o gin.

Na época, o remédio fez mais sucesso do que o previsto, principalmente entre os soldados ingleses que lutavam pela Europa na guerra dos 30 anos. Isso porque além de saboroso, o remédio era baratinho, e acabou se tornando uma excelente forma de espantar o frio.


Escreva gin ou gim, ambas as palavras estão corretas 

Dúvidas em relação a forma correta de escrever o nome da bebida? Não se preocupe, você não está sozinho nessa. A dúvida é muito comum, pois, o nome original é escrito com N no final, mas alguns dicionários trazem uma versão que leva o M no final. Ou seja, o resultado é que a confusão é certa.

Mas sendo gin ou gim, uma regra é válida em qualquer um dos casos: a palavra é um substantivo masculino. Isso significa que na hora de escrever, use sempre “o” gin/gim.


Beber gin pode ajudar a emagrecer

Calma, nada de criar uma “dieta do gin” e achar que vai estar com o corpinho enxuto no próximo verão. Apesar do álcool e das calorias em sua composição, a união de todos os ingredientes utilizados na fabricação da bebida podem sim ajudar no emagrecimento.

A conclusão é de um estudo feito em laboratório pela Universidade de Sigulda, na Letônia, e publicado na revista Food & Nature. De acordo com os resultados da pesquisa, o gin acelera o metabolismo e, por consequência, pode sim ajudar a emagrecer.

Já conta essa boa notícia para aquele seu amigo que é viciado em academia!


Gin Tônica tem sua origem na… Índia!

Poucos sabem, mas a verdade é que o coquetel mais famoso feito a partir do gin, o Gin Tônica, foi criado na Índia. Quem diria que uma bebida criada na Holanda e com grande popularidade na Inglaterra, se tornaria famosa a ponto de virar receita em outro continente.

Segundo registros históricos, isso aconteceu, pois durante o século 19, muitos britânicos se mudaram para a Índia após a Rebelião do Sepoy, ou Rebelião Indiana, que aconteceu em 1857. A fim de buscar soluções que pudessem ajudar a evitar a malária, alguém teve a ideia de adicionar água tônica ao gin, para quebrar o gosto amargo da bebida pura. E não é que foi o maior sucesso?! A mistura ficou conhecida como “Indian Tonic Water”.


O gin é a bebida preferida da Rainha Elizabeth

Mesmo no auge dos seus 93 anos, Rainha Elizabeth não é do tipo que se satisfaz só com a clássica combinação de chá e biscoitos. A monarca também faz questão de incluir bebidas alcoólicas como o gin em sua dieta diária.

A descoberta foi feita pelo site Business Insider, que divulgou detalhes a respeito dos hábitos alimentares da rainha da Inglaterra, incluindo cardápio completo de comidas e também bebidas.

Ainda, segundo o cardápio divulgado pelo site, a rainha começa o dia degustando chá com biscoitos. No café da manhã, opções nutritivas como cereais, frutas e uma torrada com marmelada marcam presença diária. Às vezes, para dar uma variada, a monarca opta por se deliciar com ovos mexidos acompanhados de salmão defumado. Mas o fato curioso vem mais tarde.

Antes de seguir com o almoço, a rainha não abre mão de um coquetel específico, que leva gin e Dubonnet (aperitivo à base de vinho), finalizado com uma fatia de limão e gelo. Será que o gin é o segredo da longevidade? Verdade ou não, fato é que a rainha já passou dos 90 e segue firme e forte.

 

E aí, você já conhecia algumas dessas curiosidades? Sabendo de tudo isso, é possível dizer que o seu relacionamento com o gin está pronto para o próximo passo. Para isso, basta comprar gin, escolher as receitas de coquetéis mais famosos que levam a bebida e explorar todas as possibilidades de mistura que se pode imaginar – dry martini e cosmopolitan não podem ficar de fora!

Foto: Banco de Imagens

Sabor à Vida

Portal do Estado de São Paulo com tudo sobre Gastronomia: Notícias, TV, Cozinhas, Bebidas, Técnicas, Artigos, Guia Gastronômico, Receitas, Classificados e muito mais.

One thought on “Gin: confira mitos e verdades dessa bebida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × dois =