Kombucha: profissional responde 10 dúvidas sobre a bebida milenar

Banner Cafeteria Gamela
Banner Guia Gastronômico
Banner Espaçamento

A Kombucha (pronunciada como “combutchá) é uma bebida criada na China há mais de 2 mil anos, que chegou de mansinho no Brasil e já se tornou a “queridinha” dos adeptos de uma alimentação saudável. A engenheira de alimentos Gislaine Santana, da Campo Largo – indústria referência em bebidas saudáveis e pioneira no mercado de Kombuchas – responde algumas das dúvidas frequentes sobre essa bebida probiótica.

Banner Espaçamento

1 – O que é a Kombucha?

Kombucha é uma bebida feita principalmente a partir dos chás Camellia sinensis adoçados – os mais comuns chá verde, chá branco ou chá preto, fermentada por micro-organismos que auxiliam o funcionamento do organismo. É produzida com ingredientes naturais, sem conservantes, além de conter pouco açúcar e baixo teor de calorias.

 

SEJA UM BARTENDER DE SUCESSO - DICAS, TRUQUES E ASSESSORIA ESPECIAL!MESTRE DOS DESTILADOS - FAÇA DESTILADOS EM SUA CASA!300 MELHORES RECEITAS DE DRINKS E COQUETÉIS DO MUNDO - LEIA MAIS!


2 – Probiótico? O que é isso?

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, “probióticos são os microrganismos vivos capazes de melhorar o equilíbrio microbiano intestinal produzindo efeitos benéficos à saúde do indivíduo”.


3 – Como é o processo de produção?

A Kombucha é feita a partir do chá adoçado com açúcar e fermentado por uma colônia de bactérias e leveduras, conhecida como “scoby”. O açúcar funciona como alimento para os micro-organismos, fazendo com que eles se multipliquem e comecem a produzir inúmeras substâncias.


4 – O que é Scoby?

Em inglês: Symbiotic Culture Of Bacteria and Yeast. Traduzindo: Cultura Simbiótica de Bactérias e Leveduras. “O S.C.O.B.Y é composto de microrganismos aglomerados em uma massa de celulose parecida com uma panqueca gelatinosa e translúcida. Quando adicionado ao chá adoçado, o transforma na Kombucha, uma bebida refrescante, levemente gaseificada, ácida e adocicada, que pode ser também saborizada com frutas, vegetais e especiarias”, explica Gislaine.


5 – Quais são os benefícios da bebida?

Em virtude do processo de fermentação natural, a Kombucha possui microrganismos e, por isso, seu consumo diário pode trazer diversos benefícios para a saúde. Dentre os mais comumente relatados estão o auxílio na digestão, no emagrecimento, além de possuir ação antioxidante, anti-inflamatória e ser uma fonte de energia.


6 – Possui álcool? E açúcar?

Sim. A bebida possui uma pequena quantidade de açúcar e por ser fermentada, também pode possuir um pequeno percentual de álcool (no máximo 0,5%). Por este motivo é fundamental fazer o armazenamento correto da mesma para que estas características sejam mantidas até o consumo.


7 – Existe restrição de consumo?

Por ser uma bebida fermentada e por apresentar um pequeno percentual de álcool, crianças e idosos devem consumir de forma equilibrada, gestantes, lactantes e portadores de doenças crônicas devem consultar o médico antes do consumo. O restante das pessoas deve consumir moderadamente já que, por estimular o sistema gastrointestinal, pode causar desconfortos.


8 – Qual o sabor?

Há diversos sabores disponíveis das Kombuchas no mercado. “O consumidor deve se atentar em escolher sabores que possuam ingredientes benéficos à saúde. Há várias combinações interessantes e saborosas no mercado, como: Hibisco & Cranberry, Limão, Matcha & Gengibre e Manga & Cúrcuma. As Kombuchas também podem ser apresentadas com sabores de fruta, como: Manga, Maçã e Uva”, conta Gislaine.


9 – Dá para fazer em casa?

Sim. É possível preparar as Kombuchas em casa desde que haja os produtos necessários para a preparação como o S.C.O.B.Y e um starter, além dos ingredientes básicos (chá, açúcar e algo para dar sabor, se o consumidor desejar, como frutas e especiarias). “Todos os produtos podem ser adquiridos na internet ou em loja de produtos naturais, porém deve-se estar atento para a qualidade do scoby e demais insumos, para evitar riscos de contaminação”.


10 – É possível comprar pronta?

Sim! A compra das Kombuchas prontas é mais prática do que produzir o produto em casa, pois no ambiente doméstico o consumidor terá maior dificuldade em controlar aspectos importantes de fermentação, como formação de álcool e gás. “Encontramos diversas opções de Kombuchas no mercado. O consumidor deve escolher aquela que lhe agrade e que combine mais com seu estilo de vida”, explica a engenheira de alimentos.

Kombucha: profissional responde 10 dúvidas sobre a bebida milenar
5 (100%) 1 vote[s]
Banner Anuncie Aqui

Sabor à Vida

Portal do Estado de São Paulo com tudo sobre Gastronomia: Notícias, TV, Cozinhas, Bebidas, Técnicas, Colunistas, Guia Gastronômico, Receitas, Classificados e muito mais.

Um comentário em “Kombucha: profissional responde 10 dúvidas sobre a bebida milenar

  • 27 de maio de 2019 em 21:02
    Permalink

    Matéria totalmente comprada pela Campo Largo, produtora de Bebida de Kombucha ou é impressão minha? Gislaine Santana, da Campo Largo ? “Curiosamente” ela recomenda COMPRAR Kombucha e nem cita a produção caseira e milenar, inclusive afirmando que de forma caseira a ‘formação de álcool e gás” é complicada? Claro que não! Matéria bem ruim…

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *