Banner 22Bet
» Início » Bebidas » Bar » A história das Cervejas Trapistas contada pela Confraria Hallertau
Automação Comercial

A história das Cervejas Trapistas contada pela Confraria Hallertau

maio 6, 2018 | Bar, Bebidas, Parceiros

Banner Rancho do Pescador

As magníficas cervejas denominadas “Trapistas” são feitas por Monges seguidores da Ordem Trapista. São ricas, encorpadas, de sabores únicos, poderosas, muito especiais e consideradas por muitos como as melhores cervejas do mundoA verdade é que independente de serem as melhores ou não, você, apreciador e apaixonado por cerveja, não deveria deixar de experimentá-las.

Confraria Hallertau – Cervejas Especiais possui um e-commerce repleto de Cervejas Trapistas. Não deixe de conhecer e garantir a sua agora mesmo!

O que são Cervejas Trapistas?

Trapista não é um estilo de cerveja. Elas são produzidas de acordo com as premissas religiosas dos monges beneditinos da Ordem Cisterciense da Estrita Observância, mais comumente chamada de Ordem Trapista.

É uma ordem católica de monges que seguem a regra Beneditina que prega obediência, pobreza, humildade e silêncio, conciliando a vida monástica entre o trabalho, o estudo e a meditação. Eles resolveram fabricar produtos para poderem sustentar as abadias com a venda.

Um dos princípios fundamentais dos trapistas é o lema beneditino ora et labora, “reza e trabalha” e um desses trabalhos é o de fabricar cervejas extraordinárias. Começou a tomar corpo no século 17, com diferentes monastérios promovendo reformas internas no sentido de uma vida mais orientada ao silêncio, à renúncia e à obediência.

Dos 171 mosteiros trapistas existentes no mundo, apenas onze são autorizados a marcar suas cervejas com o selo de autenticidade trapista, garantindo a origem monástica de sua produção. Esses 11 mosteiros estão assim distribuídos:

  • Seis na Bélgica: Achel, Chimay, Orval, Rochefort, Westmalle, Abadia Saint-Sixtus (Westvleteren); sendo as principais cervejas Dubbel, Tripel, Quadrupel, Belgian Ale;
  • Dois na Holanda: La Trappe, Zundert;
  • Um na Áustria: Engelszell;
  • Um nos Estados Unidos: St. Joseph’s Abbey (Spencer- Massachusetts);
  • Um na Itália: Tre Fontane (Roma).

Observação: A cerveja Mont des Cats (França) também é uma trapista, mas atualmente é produzida pela Chimay, na Bélgica.

Para que um mosteiro possa comercializar uma cerveja com o selo trapista, ela tem que ser fabricada sob algumas regras:

– A cerveja deve ser fabricada dentro das paredes do mosteiro trapista pelos próprios monges ou sob a sua supervisão;
– A cervejaria deve ser subordinada ao mosteiro e deve ter uma cultura empresarial condizente ao projeto de vida monástica;
– A cervejaria é quase filantrópica, sem fins lucrativos. Os recursos são para o sustento dos monges e para a preservação da abadia. O que sobra, é utilizado em causas sociais ou doado para pessoas carentes;
– A cerveja trapista é de uma qualidade impecável, que é controlada permanentemente.

Toda cerveja trapista deve levar o Selo “Authentic Trappist Product” em seus rótulos. Na dúvida se uma cerveja é Trapista ou não, procure o selo no rótulo. As Cervejas Trapistas pertencem a família das Cervejas Ale, de alta fermentação. O número restrito de Cervejas Trapistas se explica pela rigorosidade da Associação que controla e concede o Selo de Autenticidade.


Destaque – 
Cerveja Trapista Westvleteren

Desejo de consumo entre 10 a cada 10 amantes de cerveja, esta cerveja sim, é um mito. Esta Abadia Trapista é responsável pela “melhor cerveja do mundo”, afirmam veemente muitos daqueles que já tiveram oportunidade de prová-las. Para conseguir beber do sagrado líquido desta famosa garrafinha sem rótulo, será necessário ir até o mosteiro, na Bélgica (há alguns outros locais por lá que vendem, mas não são “oficialmente” autorizados). A missão é árdua, muito árdua, pois é preciso pegar muita estrada para alcançar a obra-prima cervejeira. O restaurante da Saint-Sixtus, In de Vrede, é o único que serve as três cervejas Westvleteren: A Westvleteren Blond (Belgian Pale Ale), a Westvleteren VIII (Belgian Dubbel) e a Westvleteren XII(Quadrupel).


Sobre a Confraria Hallertau

A história da Confraria Hallertau – Cervejas Especiais se inicia no final de setembro de 2015, em uma comemoração familiar, onde Marcelo e Paulo, dois cunhados apaixonados por cerveja, estavam saboreando suas paixões. Nessa confraternização surgiu a ideia de compartilhar esse sentimento com todos e, para que isso fosse possível, visualizaram a criação de um local especializado em cervejas artesanais, com foco na divulgação da cultura da cerveja artesanal no Brasil. Assim, os apaixonados por cerveja registraram a marca Confraria Hallertau – Cervejas Especiais.

O nome foi criado em homenagem a região de Hallertau, na Baviera, no sudeste da Alemanha, que é a principal produtora mundial do ingrediente principal da cerveja, o lúpulo.

A empresa nasceu em 2016 e tem como meta permitir que você, amigo, tenha acesso às melhores cervejas artesanais do Brasil e do mundo a um preço justo e com os menores prazos de entrega do mercado. Para que isto aconteça, a carta de cervejas é cuidadosamente elaborada pela equipe, beer sommeliers formados pelo Instituto da Cerveja em São Paulo.

No e-commerce da Confraria (www.apaixonadosporcerveja.com.br), você encontrará um mundo repleto de sabores e aromas incrivelmente maravilhosos e envolventes que, certamente, o fará se apaixonar pela cultura da cerveja artesanal. Agora, se você já é da turma dos Apaixonados por Cerveja, seja muito bem-vindo. Prost!!!


Serviço

E-Commerce: www.apaixonadosporcerveja.com
Telefone: (11) 2339-2024 / (11) 97685-5334
Facebook: www.facebook.com/confrariahallertau
Instagram: www.instagram.com/confrariahallertau
Twitter: www.twitter.com/Confhallertau
YouTube: www.youtube.com/channel/UC40zkRIQz1AdTt5HGVnCNig

Banner Melhores Cursos Online

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Pacotes de Viagens
Banner JVSpin
Banner Melhores Cursos Online