Banner Teknisa

Balaio, Evvai e Fitó são os destaques gastronômicos inaugurados em 2017

Banner Rancho do Pescador
Banner Cursos de Confeitaria Online

Já virou tradição do Guia Folha publicar os destaques da vida cultural e gastronômica da cidade de São Paulo na última edição do ano.

O júri de especialistas convidados este ano elegeu o restaurante Balaio, nova casa do chef Rodrigo Oliveira (Mocotó), a melhor inauguração do ano.

Na sequência, houve empate entre Evvai, restaurante de culinária autoral italiana comandado pelo jovem chef Luiz Filipe Souza, e Fitó, casa da chef Cafira Foz, que destaca a gastronomia do Piauí, em segundo lugar. Loup, irmão caçula do Cantaloup, alcançou a terceira colocação.

A edição de melhores do ano do “Guia” apontou os destaques da vida cultural paulistana em 2017, em 16 categorias. Na eleição feita entre os leitores, quem se deu melhor entre os novos restaurantes foi o Evvai.

Banner Espaçamento


Votação

1º lugar (9 pontos): Balaio
2º lugar (empatados com 6 pontos): Evvai e Fitó
3º lugar (3 pontos): Loup


Ailin Aleixo
, jornalista e criadora do site Gastrolândia

  • 1º lugar: Evvai. Gastronomia italiana fresca, deliciosa e longe da monotonia;
  • 2º lugar: Loup. Belo restaurante com menu amplo, variado e bem-executado;
  • 3º lugar: Fitó. Cozinha do Piauí reverenciada com sutileza;
  • Pior do ano: A propagação de hamburguerias faz crer que toda uma geração de chefs só saberá grelhar carne moída.

Josimar Melo, crítico da Folha

  • 1º lugar: Balaio. Chef consagrado abre o leque e sai do sertão do Nordeste para ganhar o Brasil;
  • 2º lugar: Evvai. Jovem chef surpreende ao sair dos bastidores trazendo frescor à tradição italiana;
  • 3º lugar: Loup. Restaurateur de sucesso abre casa onde chef apresenta pratos fora do convencional;
  • Pior do ano: Não citou.

Luiza Fecarotta, crítica da Folha

  • 1º lugar: Balaio. Receitas brasileiras sem regionalismos + drinques para beber até a última gota;
  • 2º lugar: Makoto. Em um espaço simples, casal serve bela sucessão de preparos japoneses, uma alegria;
  • 3º lugar: Evvai. Cozinha criativa com constante tensão de cores, texturas, temperaturas e sabores;
  • Pior do ano: Não citou.

Marina Consiglio, repórter de restaurantes do Guia

  • 1º lugar: Balaio. O chef Rodrigo Oliveira convida para uma viagem pelo Brasil através de sabores;
  • 2º lugar: Fitó. Forte equipe feminina na nova embaixada do Piauí na cidade;
  • 3º lugar: Bráz Elettrica. Pizzas bem-feitas e coberturas criativas (sem beirar a loucura) a qualquer hora;
  • Pior do ano: Não citou.

Tulio  Ferreira, jornalista e criador do site Pense Comida

  • 1º lugar: Fitó. O Piauí nunca esteve tão bem representado na cidade;
  • 2º lugar: Mondo. O restaurante apresenta a culinária de Salvatore Loi em ótimo momento;
  • 3º lugar: Petí Panamericana. Em uma deliciosa cobertura, o menu saboroso não pesa no bolso;
  • Pior do ano: La Guapa. Não raro vendem empanadas carbonizadas a título de ponto da casa.


Critérios de avaliação

Cada integrante do júri elegeu três destaques em ordem de preferência. Foram distribuídos pontos da seguinte maneira:

1º lugar = 3 pontos
2º lugar = 2 pontos
3º lugar = 1 ponto

Os vencedores foram determinados pela soma dos pontos dos eleitos de cada jurado. Não houve desempate. Os jurados também puderam indicar, em suas categorias, o pior do ano (alguns preferiram não fazê-lo).

 

Foto: Carol Gherardi
Fonte:
Guia Folha

Sabor à Vida

Portal do Estado de São Paulo com tudo sobre Gastronomia: Notícias, TV, Cozinhas, Bebidas, Técnicas, Artigos, Guia Gastronômico, Receitas, Classificados e muito mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + catorze =