Banner Teknisa

Entrevista com Carol Fiorentino do Bake Off Brasil

Banner Rancho do Pescador
Banner Curso Beca Milano

Você faz o tipo que está sempre com a televisão ligada em um programa de gastronomia? Então chega mais que vai adorar esse papo. COSMO entrevistou Carol Fiorentino, a apresentadora do Bake Off Brasil, para saber um pouco mais de sua vida que, pelo jeito, é cercada por doces gostosos.

Prepare-se: essa entrevista pode te dar fome.

1 – Há quanto tempo você trabalha com gastronomia? Sempre foi apaixonada por cozinha?
Cozinhar sempre foi parte da minha vida. Minha família e as pessoas que me rodeiam sempre cozinharam, então não tive esse momento de parar e pensar que era aquilo que eu amava.

2 – Já que o Bake Off fala de doces, qual sua sobremesa preferida?
Modéstia à parte, faço comida muito bem. Mas minha especialidade profissional é doce e passei 12 anos da minha vida trabalhando em confeitaria. Uma sobremesa que gosto muito e faço muito bem é o tiramisù.

3 – O que dá mais medo: errar uma receita ou ser jurada do programa?
Julgar a comida dos outros. Porque afeta outra pessoa diretamente. Se eu erro um bolo, aquele cliente não compra mais de mim. Já avaliar de forma incorreta vai impactar a vida de alguém. É muita responsabilidade.

4 – Qual foi o maior desastre que aconteceu na sua cozinha?
Um tiramissú que deu errado. Eu faço essa receita com muita facilidade e até brinco com os participantes que dá para errar em coisas que fazemos bem. Quando temos uma certa segurança, relaxamos e não prestamos 100% de atenção. Mas acontece.

5 – Todo mundo é capaz de cozinhar seguindo uma receita?
Sim, mas tem que ler com atenção e seguir cada passo literalmente. Se fala para misturar delicadamente, tem que fazer isso. Tenho um canal no YouTube em que o intuito é tirar o estigma de que cozinha é um bicho de sete cabeças, principalmente a confeitaria. Escolho receitas da minha família e conhecidos que podem ser feitas de forma fácil, sem utensílios e técnicas. Você não precisa de técnica para fazer um creme perfeito, por exemplo. Se seguir as regras, ele vai sair, mesmo que não seja o mais bonito. As pessoas precisam entender isso. A primeira vez não é perfeita. Você se aprimora com a prática.

Por: Rafaela Polo
Fonte: Cosmopolitan

Sabor à Vida

Portal do Estado de São Paulo com tudo sobre Gastronomia: Notícias, TV, Cozinhas, Bebidas, Técnicas, Artigos, Guia Gastronômico, Receitas, Classificados e muito mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + dezenove =