Conheça 25 bebidas típicas de cada país

Banner Rancho do Pescador
Banner Cursos de Confeitaria Online

Experimentar uma bebida tradicional é uma forma de interagir com a cultura de determinada nação e descobrir novos sabores.

Os passeios turísticos convencionais são conhecidos por sempre incluírem roteiros históricos, cenários e paisagens fascinantes, contato com a natureza e o melhor da gastronomia local. Entretanto, para realmente explorar um destino internacional de modo mais profundo e intenso, nada melhor do que experimentar a bebida típica do lugar que você está visitando.

Caipirinha, tequila e vodka são alguns exemplos de bebidas que são, praticamente, sinônimos de suas nações, no caso, Brasil, México e Rússia.

Dentro deste contexto, conheça algumas das bebidas mais tradicionais e representativas de diferentes países.

  • Brasil – Caipirinha – A caipirinha é feita de cachaça, limão, açúcar e gelo. Ela é servida na maioria dos bares e restaurantes brasileiros;
  • Bolívia – Chicha – A Chicha é um destilado produzido a partir da fermentação de milhos e outros cereais e foi criada pelos povos indígenas da região;
  • Escócia – Uísque – Famoso no mundo inteiro, o uísque escocês possui características próprias. O puro malte é feito com 100% de cereais maltados provenientes de uma única destilação;
  • Espanha – Sangria – A Sangria é uma mistura de vinho com pedaços e sucos de fruta, açúcar e cubos de gelo;
  • Japão – Saquê – Feito de arroz, o saquê é uma bebida considerada essencial para diversas cerimônias comemorativas do Japão. Pode ser bebida quente ou fria;
  • Arábia Saudita – Arak – Sua produção é feita a partir da tâmara ou uva e é aromatizada com anis e outras especiarias típicas. Seu teor alcoólico é de 45%;
  • Alemanha – Steinhäger – A bebida passa por um processo de fermentação, feito a partir de frutos de zimbro. Após a fermentação, a bebida é destilada para torná-la bem pura, incolor e com aroma suave;
  • Grécia – Ouzo – A bebida grega é feita a partir do anis. Este licor tem uma graduação alcoólica entre 37% e 50%;
  • Dinamarca e países escandinavos – Aquavit – A “água da vida”, como é chamada, é feita a partir da destilação de batatas ou cereais e ganha na sua redestilação algumas ervas, o que torna a bebida mais aromática;
  • Peru e Chile – Pisco – Feito a partir de uma variedade de uvas, o pisco possui entre 30% e 40% de teor alcoólico, o que torna seu sabor bem marcante;
  • Países caribenhos – Rum – A bebida oficial dos piratas do século XIX é obtida a partir da fermentação do melaço da cana-de-açúcar;
  • Itália – Grappa – A Grappa, típica da Itália, existe desde a Idade Média e é feita a partir da destilação de resíduos do bagaço de uva, um subproduto da fabricação de vinho;
  • Bélgica – Kriek – A chamada Kriek é um tipo de cerveja fermentada junto com cerejas ácidas. A fermentação da bebida é feita com bactérias e leveduras selvagens;
  • Turquia – Raki – O raki é um licor derivado da uva e com sabor de anis. Semelhante ao Ouzo grego, possui um teor alcoólico que varia entre 40% e 45%;
  • Croácia – Rakija – Feita a partir de uvas, a rakija é um tipo de brandy artesanal típico da Croácia, que pode trazer o sabor de anis e castanhas;
  • Suíça – Absinto – Conhecido pelo apelido “fada verde”, o absinto tem teor alcoólico que pode variar de 40% a 89%. O drink é fabricado a partir da planta absinto e pode trazer também outras ervas;
  • Coreia do Sul – Soju – Este destilado feito a partir do arroz tem um índice alcoólico que pode variar entre 17% e 45%. O soju tem sabor levemente adocicado e suave;
  • Rússia – Vodka – A vodka pode ser feita a partir de cevada, milho, figos, batatas, trigo ou ervas. No entanto, esta bebida destilada não apresenta o aroma e nem o sabor desses itens;
  • México – Tequila – A tequila é uma bebida feita a partir de uma planta típica do país e da América do Sul: o Agave;
  • Portugal – Vinho do Porto – A fermentação do vinho é interrompida ainda no início e, por meio da adição de uma aguardente neutra, a bebida ganha um aspecto adocicado;
  • Ucrânia – Horilka – Próxima da vodka, a horilka é um destilado à base de grãos, batatas, mel ou beterraba;
  • Holanda – Gim – O gim holandês tem um processo de produção bem mais rústico e veloz, o que deixa mais presente o sabor dos cereais utilizados na sua fabricação;
  • Sérvia – Sljivovica – A Sljivovica é feito à base de licores de frutas e com alto teor alcoólico. A bebida leva, geralmente, a ameixa como principal fruta em seu processo de fabricação;
  • África do Sul – Amarula – A amarula é um licor preparado com creme de leite e o suco do fruto da árvore africana chamada maruleira;
  • Camarões – Matango – Chamada matango, a bebida típica de Camarões é um vinho de palmeira, feito a partir da seiva do vegetal.

Fonte: Notícias ao Minuto

Sabor à Vida

Portal do Estado de São Paulo com tudo sobre Gastronomia: Notícias, TV, Cozinhas, Bebidas, Técnicas, Artigos, Guia Gastronômico, Receitas, Classificados e muito mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 1 =