Banner Teknisa

Procon encontra comida vencida em vários restaurantes de São Paulo

Banner Rancho do Pescador
Banner Cursos de Confeitaria Online

O Procon de São Paulo encontrou alimentos fora do prazo de validade nas cozinhas do Paris 6 e do Eataly, entre outros restaurantes badalados. A operação feita entre quinta (8) e terça-feira (13) em 23 estabelecimentos flagrou comida vencida em sete restaurantes.

No Paris 6, nos Jardins, havia 5 kg de linguiça fora do prazo. No Eataly, na Vila Nova Conceição, a blitz viu 130 kg de creme de cacau e 40 kg de chocolate vencidos, entre outros alimentos. No Outback, o Procon encontrou costelas temperadas e tortillas de milho fora da validade.

Os fiscais do órgão de defesa do consumidor também flagraram  problemas em outros quatro restaurantes. Na Churrascaria Fogo de Chão, havia feijão e peixe vencidos. No Jardim de Napoli, o Procon viu massas de fabricação própria e molho de tomate fora do prazo.

No Amadeus, os fiscais encontraram molho de tomate, salada de polvo e shoyo e gelatina fora da validade. Na Pizzaria Dona Firmina, havia ovos de codorna e suspiros vencidos.

Seis restaurantes não mantinham afixado na entrada a relação de preços do Cardápio: Coco Bambu, D.O.M., Emiliano, Jardim de Napoli, Pizzaria Dona Fimina e Pizzaria Quintal do Bráz.

Dez casas mantinham na cozinha produtos abertos sem informação de data de abertura para preparo de alimentos: Coco Bambu, Eataly, Família Mancini, Fogo de Chão, Jardim de Napoli, Pizzaria Dona Firmina, Rodeio, Rubayat Faria Lima, Terraço Itália e Vento Haragano.

Os restaurantes vão responder ao processo administrativo e podem ser multados.

Banner Espaçamento


O que dizem os restaurantes

Segundo o jornal Folha de São Paulo, o dono do Paris 6, Isaac Azar, disse que a linguiça não seria servida: eram duas amostras que ele havia pedido a empresas, mas que não chegou a experimentar porque está em Miami.

A Churrascaria Fogo de Chão disse que os itens vencidos eram amostras recebidas de fornecedores que já iriam para o lixo.

O Jardim de Napoli diz que a visita aconteceu em horário de trocas de equipe, “quando retiram os itens do dia anterior, todos devidamente etiquetados e prontos para serem descartados” e que os produtos que estavam abertos “eram para consumo imediato”.

Segundo o Eataly, foram encontrados 130 kg de creme de avelã vencidos no estoque da loja, que estavam “em processo para destruição”. “Por uma falha humana, esses produtos não estavam com a sinalização correta, indicando que esse procedimento seria realizado”, afirmou.

O Terraço Itália alega que os produtos abertos eram leite e óleo usados nas preparações diárias e estavam na validade.

Os demais restaurantes ainda não se manifestaram.

 

Por: Júlia Lewgoy
Fonte:
 Exame.com

Sabor à Vida

Portal do Estado de São Paulo com tudo sobre Gastronomia: Notícias, TV, Cozinhas, Bebidas, Técnicas, Artigos, Guia Gastronômico, Receitas, Classificados e muito mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + 13 =