Dia da Cerveja Brasileira: Conheça 5 cervejas com ingredientes nacionais

Banner Rancho do Pescador
Banner Cursos de Confeitaria Online

Chegar em casa e abrir uma garrafa da cerveja preferida pode ser o que os amantes da bebida mais querem para descansar após um dia de trabalho. Dia 5 de junho é comemorado o Dia da Cerveja Brasileira, estabelecido em homenagem a Rupprecht Loeffler, que faleceu aos 93 anos, em 2011, e que era o mais antigo mestre cervejeiro do País.

Cada vez mais, os brasileiros estão aderindo às cervejas artesanais e especiais, com produção em menor escala, sabor mais trabalhado e uso de ingredientes diferenciados. Segundo pesquisa realizada pelo Instituto da Cerveja Brasil e divulgada em dezembro de 2016, o mercado de cervejas artesanais tem crescido no Brasil e, hoje, tem 0,7% do volume de cervejas no país. Apesar de parecer um número pouco expressivo, o percentual representa aproximadamente 91 milhões de litros anuais da bebida artesanal.

Pensando na data, o Mestre-Cervejeiro.com, rede de franquias de lojas de cervejas artesanais e promotora da cultura da cerveja, destacou cinco títulos produzido nas diferentes regiões do país, com ingredientes típicos de cada uma delas.

Banner Espaçamento


1 – Nordeste:
DeBron Imperial Stout

Escura e robusta, com sensação aveludada, a Debron Imperial Stout traz sabor e aroma fortes dos maltes torrados e notas de frutas secas, café, chocolate e toffee. A cerveja conta com maltes nobres, nibs de cacau e rapadura em sua composição. Produzida em Jaboatão dos Guararapes (PE), recebeu medalha de ouro no Festival Brasileiro da Cerveja, em janeiro de 2017.


2 – Norte:
Amazon Forest Bacuri

Produzida pela Amazon Beer, cervejaria de Belém (PA) que aproveita elementos da flora amazonense nas criações. Dourada, refrescante e leve, a Forest Bacuri possui aroma frutado graças à maturação com Bacuri, fruto da Amazônia. A bebida recebeu medalha de prata no Concurso Brasileiro de Cervejas, em março de 2017, e de bronze na categoria Fruit Beer do International Beer Challenge realizado em 2014.


3 – Sul:
Schatz Muskat

Contando com a tradição vinícola da Serra Gaúcha, a Schatz Muskat é produzida com uvas moscatel, presentes em vinhos e espumantes. A cerveja desenvolvida pela Petronius Beverage, cervejaria e destilaria sediada em Caxias do Sul, traz ainda extrato natural de especiarias como casca de laranja, coentro e noz moscada na preparação. Para garantir diferencial ao visual da bebida, ela é vendida em garrafa de vinho espumante.


4 – Sudeste:
Blondine Volcano

Uma homenagem à produção cafeeira do sudeste do País. A Blondine Volcano é uma cerveja estilo Stout, que tem coloração negra e traz os aromas da torrefação. O rótulo é produzido com café do tipo Arábica em grãos moídos na hora, tem como base uma cerveja inglesa com notas tostadas e torradas e apresenta leves notas de chocolate amargo.


5 – Centro-Oeste:
Moagem Guavira Wit

Produzida em Campo Grande (MS), a Guavira Wit é uma bebida do tipo witbier – ou “cerveja branca”, pela aparência clara e turva, que nasceu na Bélgica. A cerveja de trigo clara, com 4,2% de teor alcoólico, conta com guavira – ou guabiroba -, fruto nativo do centro-oeste do Brasil, e possui também, em sua preparação, aroma de casca de laranja e coentro.

 

Fonte: Revistas O Povo

Sabor à Vida

Portal do Estado de São Paulo com tudo sobre Gastronomia: Notícias, TV, Cozinhas, Bebidas, Técnicas, Artigos, Guia Gastronômico, Receitas, Classificados e muito mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − 13 =