É possível controlar o colesterol elevado com comida de verdade?

Banner Rancho do Pescador
Banner A. R. Antiguidades
Banner Raiane Gomes
Banner Espaçamento

Quando pensamos em colesterol sanguíneo logo o associamos ao colesterol alimentar que este por sua vez possui comportamento diferente que faz entender que não é apenas o colesterol alimentar, ou o excesso dele que aumenta o colesterol sanguíneo e sim outros componentes da alimentação.

O colesterol alimentar encontra-se nas gorduras de origem animal, quase que totalmente na forma livre (não esterificado). Suas principais fontes alimentares são gema de ovo, leite e derivados, camarão, carne bovina, pele de aves e vísceras. Estudos epidemiológicos clássicos evidenciam forte associação entre o alto consumo de colesterol com maior incidência de aterosclerose. Apesar disso, no tratamento da hipercolesterolemia, o colesterol alimentar exerce pouca influência sobre a concentração de colesterol sanguíneo e aterosclerose precoce, já os ácidos graxos exercem uma influência muito maior.

Por todos esses fatores citados acima muitas pessoas acabam evitando ao máximo o consumo de colesterol alimentar e outras gorduras em geral, principalmente se já estiverem com uma dislipidemia instalada. Vale ressaltar que o colesterol é fundamental para o organismo, ele ajuda na produção de hormônios, de sucos digestivos e da vitamina D, dá origem aos sais biliares e apresenta um papel importante no tecido nervoso.

Então já que o colesterol é necessário na alimentação, mas em excesso pode ser prejudicial, o que fazer para prevenir e tratar uma aterosclerose?

Dentre as medidas que utilizo em consultório para o controle do colesterol elevado, a escolha do tipo de gordura na alimentação é importante, manter um controle em relação ao colesterol que ingerimos é bom, mas isso é algo individual, por exemplo, não tem como dizer quantos ovos uma pessoa deve consumir ao dia já que não conheço os outros alimentos que essa pessoa consome diariamente, contudo vale lembrar que é importante ter bom senso para não comer aquele “prato de pedreiro” de churrasco todos os dias né?! Além disso, um equilíbrio entre os ácidos graxos ômega-3 e ômega-6 auxilia muito, sendo importante diminuir o ômega-6 quando este estiver elevado.

É importante salientar também que quando há uma diminuição de gorduras e proteínas de origem animal da alimentação, há um aumento dos carboidratos, que muitas vezes são os refinados, sem fibras, vitaminas e minerais importantes para a microbiota e para o controle de colesterol, por isso além de consumir gorduras boas, a qualidade do carboidrato ingerido faz parte do tratamento, deve-se dar prioridade para os mais integrais e com menor teor de carboidrato como o farelo de aveia, gérmen de trigo, psyllium, quinoa, amaranto…

Você sabia que as fibras são uma das principais responsáveis por diminuir o colesterol do organismo? Sim, as fibras carregam as moléculas de sais biliares, eliminando-as nas fezes, dessa forma o organismo terá que produzir mais bile retirando da circulação o colesterol que é precursor biliar.

Comer alimentos mais naturais e menos industrializados é uma alternativa infalível para prevenir e controlar o colesterol sanguíneo, podendo até mesmo em alguns casos, dispensar o uso das estatinas, mas NUNCA deixe de usar medicação por conta própria, os medicamentos salvam vidas e são de indicação exclusiva do médico! Consulte o seu médico caso tenha alguma dúvida sobre este assunto.

Independente da situação em que você se encontra, o meu desejo é que você se alimente bem desembalando menos e descascando mais!


Raiane Gomes

RAIANE GOMES

Nutricionista (CRN3 | 45314). Atendimento com foco no emagrecimento e na hipertrofia muscular. Fone: (11) 99651-4161. E-mail: nutricionistaraianesp@hotmail.com.

É possível controlar o colesterol elevado com comida de verdade?
5 (100%) 2 votes

Sabor à Vida

Portal do Estado de São Paulo com tudo sobre Gastronomia: Notícias, TV, Cozinhas, Bebidas, Técnicas, Colunistas, Guia Gastronômico, Receitas, Classificados e muito mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *